Saturday, June 28, 2008

Eu faço tipo.

Sou uma e faço o maior tipo de que sou outra. Às vezes mais e às vezes menos.
Fato é que quem me conhece de verdade nem consegue imaginar o tipo que eu faço e, ao contrário, quem me conhece fazendo tipo, nunca sonharia o que há por trás.
Sou ingênua e tola, mas faço o maior tipo de espertalhona. É difícil, mas eu faço.
Sou barraqueira e briguenta, mas faço tipo de elegante e comedida.
Sou água minera pura e sem gelo, mas faço um baita tipo de vinho tinto carérrimo.
Adoro crianças e bebês, mas tenho feito tipo de quem é adulta e gosta dos seus semelhantes...
Sou preguiçosa e lenta, mas faço tipo de rápida e ligeira.
Sou tênis e camiseta, mas faço tipo de salto alto e brincão.
Sou TV Fama, mas faço tipo de Jornal Nacional.
Sou falante e prolixa, mas faço um tipão de resguardada e discreta.
Sou religiosa e mística, mas faço o tipo de cientista racional.
Sou sofá com pipoca e M&M, mas faço tipo de maratonista laranjada.
Sou mau-humorada e chata, mas faço tipo de alegrinha e divertida. Ou seria o contrário?
Sou consumista e gastona, mas faço tipo de desapegada. Ou sou mesmo é desapegada é fiquei pobre fazendo tipo?
Sou séria ou faço tipo de séria? Sou tímida ou é puro tipo?
As vezes confundo o tipo com a verdade. O que finjo e o que sou se misturam, e não sei mais o que é casca e o que é essência. Onde foi parar a verdade? Quem foi que trouxe aqui esse tipo?
É quando eu vejo que não há verdade, nem tipo nem mesmo fingimento – ou quase não. O que há, na verdade, é o plural. Existe uma pequena multidão dentro de mim.

4 comments:

Carol Barcellos said...

A multidão que há dentro de nós na verdade, é a vontade de agradar a quem a gente ama, e às vezes, não se sabe que tipo se deve fazer em que hora. Eu perdi alguém que amo, justamente porque não fiz tipo. Será que devo fazer agora? Essa é a voz da multidão que começa a crescer dentro de mim...

Beijocas doce cristalizadas!!! :o*

Mari Monici said...

Adoro seu tipo..o tipo de amiga que acolhe a gente no primeiro dia de aula, o tipo que está sempre ali, não importa o tipo! :)
beijo enorme com mta saudade

Cris said...

Uma pequena multidão dentro de todos nós...

Beijos

João Seibert said...

"Sou sofá com pipoca e M&M, mas faço tipo de maratonista laranjada."
Adorei esta frase.
Alias seu blog é muito bom até que fim encontrei um com um texto original!!
Quando der dar uma passada no meu e ve o que achou ok?