Saturday, November 1, 2008

O bicho



Agora ele me chama de bicho. Não sei de onde tirou isso, mas já tivemos apelidos esdrúxulos, fofos e ridículos. Casal é assim né? Pois agora a gente aceitou bicho e ficamos assim. Bichinho pra la, bichinho pra cá, te amo bicho, faz isso bicho, bicho não acredito que você esqueceu de pagar aquela conta, pô bicho! não precisava disso, e assim vai..
Daí, noite dessas, quando éramos apenas nós dois em nossa cama, ríamos das nossas bobagens e eu inventei de reclamar desse apelido novo: "Amor, pára com isso, de bicho vai. Eu não sou bicho. Se for bicho quero ser um bicho grande e bonito". E ele me veio com essa: "Não querida, você é um bichinho bem pequeninho, meu bichinho pequenino e, na verdade, você nem sabe mas é um bicho de fruta até... "
De fruta?? - Eu me indignei... "É amor, você é um bichinho da maçã, você não sabe, mas dorme toda noite na maçã". Eu, claro, caí na gargalhada. "Maçã lindo? Eu durmo na maçã??" E ele continuava, muito sério, sussurando como se me contasse um segredo: "Toda noite bicho, depois que você dorme, eu te levo até a cozinha, te ponho pertinho da sua maçã, te dou um peteleco, e você entra lá, rapidinho..." Eu ria sem parar enquanto ele ficava muito sério, contando o que fazia para me por dentro dessa minha morada secreta, a maçã. E assim ficou, sério, enquanto eu gargalhava...
Depois dessa noite a coisa de eu ser um bicho da maçã ganhou força e, quando brigamos, ele encerra dizendo, em tom ameaçador: "olha que eu te levo pra sua maçã mais cedo hoje, hein?!"
Desde então, as maçãs nunca mais foram as mesmas para mim e, se esse passou a ser o nosso segredo ridículo, mais ridículo ainda é que, agora, cada vez que vejo uma maçã tenho o instinto estúpido de olhá-la bem de perto, como se procurasse uma portinhola e, por um instante, quase que temo ser descoberta e levada lá pra dentro, dessa minha suposta morada. Juro que é por apenas um instante.

6 comments:

Juli said...

a maçã onde você dorme é verde ou vermelha? porque vou evitar comê-las, já que não quero um assassinato acidental e não sou canibal, bichô!

Cristiane said...

Os segredos e sussuros de alcova são deliciosos, não?!

Pois eu como as suas moradas noturnas quase diariamente. Vou procurar também uma portinhonha nas minhas maçãs vermelhas.

bjs

Carol Ribeiro said...

Gostei muito do seu blog. Vou vir aqui te visitar mais vezes.

Abraços.

Re said...

Hahah..que hilario e que marido criativo. Eh muito bom qdo o casal tem esses lances, ne? Gera uma cumplicidade!!

Anonymous said...

que coisa mais querida, cara!

cArLa said...

Gente (ou seria bicho?), seu blog é ótimo! Gosto muito de seus textos!